Sobre Girlboss, inspiração e confiança

girlbossbooks

Hoje voltei exclusivamente para falar de Girlboss, a nova série da Netflix, inspirada no livro homônimo de Sophia Amaruso e de seu super bem sucedido negócio, o Nasty Gal. Mas não quero me aprofundar na história e sim falar sobre a Sophia e o negócio dela.

Girboss conta a história de Sophia, uma garota de 23 anos que não sabe muito o que quer da vida até revender uma jaqueta vintage online e ter um BOOM criativo na vida. Ela descobriu o que é ser uma adulta e, para ela, ser adulta é ter seu próprio negócio, não ter chefe no seu pé e fazer o que você ama. E olha só, não é o que todos nós queremos?

O problema é que Sophia é um pouco chata e egocêntrica. Eu mesma depois de 3 episódios pensei em desistir, mas a série e os assuntos que são tratados chamam nossa atenção e eu resolvi terminar. And thank God for that! Com episódios curtos, a série nos leva para San Francisco e para o negocio em ascensão de Sophia além de nos apresentar as pessoas que a cercam e que sempre estão ao seu lado, mesmo que ela demore para entender isso. Com uma jaqueta vintage e um link no EBay ela consegue diversos seguidores e admiradores e percebe que pode ser feliz fazendo o que ama: Remodulando roupas vintage para o gosto de suas clientes.

Em pouco tempo ela consegue dinheiro para se sustentar sozinha, se torna nacionalmente famosa e cresce cada dia mais. Isso tudo com sua melhor amiga ao seu lado e o sonho que tudo vai dar certo e ser um sucesso!

Quando achamos que ela vai desistir de tudo, Sophia dá a volta por cima e resolve não depender de nada nem ninguém. Ela cria seu próprio site, aluga um lugar para ser seu e contrata sua melhor amiga para trabalhar com ela! Sério, é ou não é o sonho de toda garota??

6999111810c06aea2c1261b66a0f7e44978a7d79

Conforme os episódios passavam e eu só conseguia pensar em como queria ter a vontade, determinação e coragem de largar tudo e começar a fazer coisas que eu amo de verdade. Eu amo minha profissão, amo ser professora, mas falta algo a mais para que eu me sinta completa profissionalmente.

Terminei a série há alguns minutos e sentei na frente do notebook pensando que eu posso fazer o que eu quiser e quando eu quiser, tudo depende de mim! Então eu resolvi colocar alguns projetos no papel e começar a avaliá-los para ver os que valem a pena, os que tem futuro, o que preciso para começar, quem eu quero que me ajude… Comecei a realmente pensar que essa série me inspirou e me fez ver meu mundo de uma forma diferente!

Li sobre este livro alguns anos atrás em um blog mas não me interessei em ler, hoje, inspirada como estou, já encontrei um link para download (aqui) e quero ler e focar esses projetos em mim mesma. Porque foi esse sentimento que a Sophia despertou em mim: Inspiração e Confiança.

Precisamos confiar mais em nós mesmos e não ligar tanto para o que pensam nem achar que temos que trabalhar com o que nos deixe ricos. Ter dinheiro é ótimo, mas fazer o que amamos deve ser algo inexplicável.

Claro, além de todos os motivos para eu ter me interessado por esta série tem a parte do empoderamento feminino, uma menina, da minha idade, que consegue tudo o que ela conquistou hoje sem a ajuda de um homem e desafiando todos que dizem que ela não era capaz. Girl Power dominando tudo (na medida certa e sem muita frescura e reclamação, é claro).

Muita gente não gostou da série e eu entendo o ponto de vista desse pessoal, mas eu gostei, recomendo e espero que este post de return tenha sido tão legal para vocês quanto foi escrevê-lo.

Anúncios

2 comentários sobre “Sobre Girlboss, inspiração e confiança

  1. Let it Bea(triz) disse:

    Essa parte é horrível também mas eu gostei porque ela amadureceu, ela cresceu e mudou de uma menina chata, egocêntrica e folgada e foi para uma mulher que criou seu próprio negócio e está bem até hoje. Tem tanta gente que trabalhou honestamente a vida toda e hoje são ícones: Steve Jobs, Bill Gates… E tem livros deles, filmes. Acho bacana a gente saber diferenciar os dois e saber qual exemplo queremos seguir!

    Curtir

  2. Justine disse:

    eu detestei a serie porque ver o sucesso de alguem que rouba e passou por cima dos outros é facil. quero ver sucesso de qm sempre batalhou honestmente.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s