Tempo Perdido

 

relogio trem

HELLO, Bia migos!

Há muuuito tempo não tem post novo, hein?! Mas vou te contar, fazer duas faculdades, trabalhar e ainda ter que manter as leituras e as escritas em dia têm sido complicado. Sei que pulei alguns dias do meu desafio, alguns porque achei chatos mesmo, outros porque foram difíceis para que eu os escrevesse… Prometo que logo volto a falar deles, inclusive o próximo assunto que vou falar é sobre filmes e o mais legal, os meus filmes favoritos! *-*

Mas hoje vocês tem um bônus que também envolve cinema, uhu! Quem me acompanha sabe que fiz um curso de roteiro ano passado no SENAC e foi uma das melhores coisas que eu já fiz na vida. Aprendi muito com meu professor, com meus colegas e com a prática e hoje, posso escrever roteiros profissionais hahaha

Então hoje, estou “disponibilizando” para vocês o roteiro que tive que escrever e entregar e ler ao final do curso. Espero que gostem, comentem e me dêem ideias para escrever mais roteiros! 🙂

P.S. A formatação do roteiro ficou alterada, talvez um pouco confusa de se ler… Mas leiam mesmo assim, porque vocês vão gostar! E se não gostarem, me digam o que pode ser melhorado!

“TEMPO PERDIDO”
FADE IN:
CENA 1
DIA – INT – ESTAÇÃO DO METRÔ
FELIPE, 33 anos, está na plataforma, próximo à linha amarela, esperando o trem. Há poucas pessoas ali. FELIPE olha para o relógio da estação que marca 9 horas. Uma mulher está ao seu lado. TÂNIA, 45. Ela veste uma saia e casaco pretos. Seu cabelo está solto, cobrindo seu rosto. Ela mexe na alça da bolsa para cima e para baixo, demonstrando nervosismo, FELIPE olha para ela. O barulho do trem se aproximando fica mais alto e quando ele aparece, não vemos mais FELIPE nem a mulher. Só se ouve um grito.
Flashback
Cena 2
DIA – INT – ESTAÇÃO DO METRÔ
O trem chega. Antes das portas de abrirem, vemos o reflexo de FELIPE. Ele espera pelo trem na primeira porta do primeiro vagão. Olha para as outras grades. Várias pessoas se aglomeram. As portas se abrem. Ele corre para se sentar, mesmo sendo o único naquela porta.
Cena 3
INT – VAGÃO DO METRÔ
FELIPE senta. Respira fundo. Conta com o dedo indicador quantas estações ainda precisa percorrer. O apito do trem soa. As portas se fecham. O celular de FELIPE toca. Detalhe para o CONTADO DO CELULAR com a foto. É sua esposa, MELISSA.
FELIPE
Bom dia, Mel. Não, eu esqueci. Sim, de novo.
Posso guardar quando chegar em casa,
não precisa ser grossa assim.
Mas o dia nem começou ainda, credo!
Tá, vou tentar jantar em casa. Tchau.
VOICE OFF
Estação Sé.
Acesso a linha 3, vermelha do metrô.
Desembarque pelo lado esquerdo do trem.
CENA 4
DIA – INT – ESCRITÓRIO/SEÇÃO QUE FELIPE TRABALHA
Ele entra rápido. Passa olhando para seus colegas. Se dirige à última mesa da seção. FELIPE faz um aceno com a cabeça. Dois dos seus colegas respondem.
COLEGAS
Bom dia, cara!
Vai até a mesa. Senta. Há muitos papéis e pastas organizados em pilhas. Nas outras mesas vemos que há fotos em molduras, adesivos, bandeiras de times de futebol, brinquedos, etc. FELIPE observa sua mesa crua, sem enfeites, sem graça. Ele liga o computador. Mexe nas folhas. O telefone toca.
FELIPE
Relatórios, Felipe. Ah, oi chefe.
É, tive uns problemas hoje cedo. Não, eu consigo terminar hoje.
Eu sei que tenho prazos.
Ele coloca o telefone no gancho. Respira fundo. Põe as mãos no rosto. Começa a separar as pastas. Coloca 5 em uma pilha e 7 em outra.
FELIPE (VOICE OFF)
Puta merda!
Tenho 5 relatórios para terminar hoje!
Ele separa uma das pastas. Abre. Lê seu conteúdo. Faz anotações em outro papel. Começa a digitar. O relógio em seu computador marca 11:20. Precisa se apressar para almoçar. Ele olha em volta. Seus colegas de seção estão ou jogando em seus computadores ou conversando entre si. O barulho das teclas de FELIPE logo some com as risadas altas dos colegas. ALEX, 32, moreno, estatura mediana, se aproxima da mesa de TIAGO, 27, loiro, alto. Sua mesa fica próxima a de FELIPE.
ALEX
E aí, cara. Bora almoçá?
ALEX se dirige a TIAGO. FELIPE aceita o convite não direcionado. Salva os arquivos em seu computador. Coloca um marcador na pasta que está usando. Levanta. Acompanha os dois colegas que já estão próximos ao elevador. Eles entram no elevador. Eles conversam sem incluir FELIPE.
ALEX
MANO, você viu o trailer que saiu do Warcraft?
TIAGO
Nossa, vi. Achei muito loco. Igualzinho o jogo.
ALEX
Faz tempo que não jogo, Mas tá muito foda mesmo.
FELIPE
Isso é um jogo?
Os colegas se olham. Olham para Felipe. Todos ficam quietos.
CENA 5
DIA – EXT – RUAS
Eles andam pela calçada. ALEX e TIAGO juntos e FELIPE do lado deles.
TIAGO
Meu, cê assistiu o jogo ontem?
3 a 0!
ALEX
Eu vi, cara! Meu time já ganhou
esse campeonato.
TIAGO
Ainda tem 3 jogos, pô. O meu São Paulo ainda pode
bater os gambás.
ALEX
Esperança de torcedor é a última que morre né?!
Boa sorte “pro” seu timinho.
FELIPE
Pô, e quando é o jogo do Brasil?
ALEX e TIAGO olham para ele. Trocam olhares. Acenam com a cabeça. Se dirigem ao restaurante em frente,
FELIPE
Sei dizer quando não sou bem vindo.
deixam FELIPE para trás. FELIPE muda de direção. Vai para o fast food ao lado.
CENA 6
DIA – INT – RESTAURANTE FAST FOOD
FELIPE está aguardando ser atendido.
ATENDENTE
O que o senhor vai querer?
Ele olha para todos os lanches, apontando com o dedo os que lhe agradam. FELIPE olha para a ATENDENTE, 22 anos, morena, alta, com touca na cabeça. Olha para o quadro de lanches.
FELIPE
Quero o combo 3.
ATENDENTE
R$ 28,50. Dinheiro ou cartão?
FELIPE mostra o cartão.
FELIPE
Crédito, por favor.
A ATENDENTE coloca o cartão na máquina. Desvia o olhar enquanto FELIPE digita a senha.
ATENDENTE
Gostaria de ajudar as crianças com câncer?
     FELIPE
Não. Só quero meu lanche.
Ele senta em um lugar afastado. Come tudo com pressa. Termina. Levanta. Deixa a bandeja na mesa. Sai.
CENA 07
DIA – EXT – RUAS
FELIPE olha para seu relógio. Anda tranquilo. Seu celular apita. Há uma mensagem de voz da sua esposa.
MENSAGEM DE MELISSA (VOICE OVER)
Já que você largou todas as suas roupas jogadas aqui pra eu arrumar
e nem sabe que horas vem para casa, eu vou sair hoje.
Então vê se janta fora.
FELIPE respira fundo. Pega o celular e responde.
MENSAGEM ENVIADA
OK.
Ele dá um risinho quando o celular apita de novo. CLOSE UP para a mensagem que MELISSA enviou: um EMOTICON mostrando o dedo do meio.
CENA 8
DIA – INT – ESCRITÓRIO/SEÇÃO QUE FELIPE TRABALHA
FELIPE olha em volta. A seção está vazia. Ele se senta em sua mesa. Liga a tela do computador. Abre a pasta. Abre o arquivo no computador. Começa a digitar. Ele olha a pasta. Muda algumas coisas.
FELIPE
Pô, tô aqui desde as 11 e não tô nem na metade
 do que preciso terminar!
Ele se recosta na cadeira giratória. Olha para os materiais em sua mesa. Fecha os olhos. Batuca os dedos na mesa, impaciente.
FELIPE
Será que se eu me matar aqui eles vão sentir minha falta?
E se eu colocar uma corda no teto?
Não tem como eles não me verem assim, né?
Seu chefe é o primeiro a voltar do almoço. ROBERTO, 50 anos, forte, cabelos grisalhos. ROBERTO e FELIPE se conhecem há anos e sua relação é conturbada. São chefe e empregado há alguns anos. Ele vai até a mesa de FELIPE.
ROBERTO
E aí, Feppe. Tá terminando o que eu pedi já?
FELIPE
Quase. Se eu fizer hora extra hoje termino.
ROBERTO
Você que sabe, hora extra
sem salário extra.
FELIPE
E quando eu vou terminar isso aqui?
ROBERTO
Quando você chegar na hora certa.
FELIPE olha para ROBERTO que analisa as pastas.
FELIPE
Queria saber se todo mundo tem esses prazos apertados
assim ou sou só eu.
ROBERTO ignora o comentário. Larga a pasta na mesa de FELIPE.
ROBERTO
Deixa de reclamar e faz logo.
FELIPE observa ROBERTO voltar para sua sala. Faz mais anotações na pasta. Endireita-se na cadeira. Volta a digitar.
FELIPE
Acho que não iam sentir
falta de mim não. Só do meu trabalho.
Uma gritaria começa ao fundo. Os colegas de FELIPE estão de volta. TIAGO e ALEX voltam juntos, ainda falam de futebol. Nem olham para FELIPE.
As conversas cessam quando ROBERTO entra na seção. FELIPE o observa ir até a mesa de TIAGO. Balança a cabeça. Volta ao seus arquivos. Fecha a pasta que usava. Pega outra. Esta outra tem anotações em todas as folhas. FELIPE digita rápido. Olha as anotações diversas vezes.
Levanta. Vai até a mesa de café.
FELIPE
Alguém quer?
Alguns colegas levantam a cabeça. Outros não tiram os olhos do que estão fazendo. Ninguém o responde. FELIPE pega seu café. Volta para a mesa. Toma enquanto olha as notícias no computador. O celular apita.
MENSAGEM DE MELISSA
Bom, tô saindo. Talvez eu nem volte hoje.
Beijos.
FELIPE ignora. Lê a pasta. Batuca os dedos na mesa. Dá mais um gole no café. Deixa um pouco no copo. Coloca ao lado das pastas. Ele volta a digitar. ­
ROBERTO
Alex, vem aqui!
FELIPE se assusta com o grito do chefe. Esbarra no copo de café que cai. O líquido que ainda havia dentro se espalha pelas folhas, pastas e o teclado. O café cai no chão.
FELIPE
Puta que pariu!
Felipe corre para pegar papel e secar o café derramado. Separa as pastas para não molharem mais. Seca os papéis que não estão molhados. Tira tudo que consegue da mesa. ROBERTO olha pelo vidro da sua sala. Levanta. Vai até a mesa de FELIPE.
ROBERTO
Que porra é essa, Felipe?
ROBERTO olha para FELIPE que ainda tenta salvar os papéis molhados. FELIPE não fala nada.
ROBERTO
Quer saber? Vai embora.
Você já não ia conseguir terminar nada hoje mesmo, agora então…
FELIPE continua sem dizer nada. Joga o guardanapo que usava e o copo de café no lixo. Sai da seção. Todos observam a cena.
CENA 9
NOITE – INT – BAR
FELIPE está sentado na mesa do bar. Está na última mesa, afastado da porta e dos outros clientes. A garrafa de um litro de cerveja está vazia. FELIPE levanta a mão. Pede mais uma. A segunda garrafa acaba. FELIPE paga a conta, levanta e sai.
CENA 10
DIA – INT – APTO DE FELIPE
FELIPE acorda. Levanta. Vai ao banheiro. Lava o rosto. Volta para o quarto. O relógio de cabeceira marca 8:45. Ele se troca. Olha para a esposa dormindo ao lado. Com um BATOM VERMELHO nos lábios. Ele sai sem fazer barulho.
CENA 11
DIA – INT – ESTAÇÃO DA SÉ
FELIPE aguarda o trem na última porta, afastado. Ouve o barulho do trem se aproximando. Anda para frente. Passa pela faixa amarela. Pula. O trem o atinge rápido. A última coisa que vemos é a luz do farol.
CENA 12
DIA – INT – APTO DO FELIPE
FELIPE acorda assustado. Olha para os lados. Repara no quarto bagunçado. Sua esposa ainda dorme ao seu lado, com o BATOM BEGE nos lábios.
FELIPE
Que sonho estranho!!
Ele senta na cama. Olha em volta. Seu relógio desperta. Nele marca 9h. Felipe levanta. Vai ao banheiro. Procura por sua escova de dentes mas não acha.
FELIPE
Nossa, Melissa.
Não precisa comprar pra mim não, viu.
Eu compro depois.
Ele termina sua rotina matinal. Olha para a esposa antes de sair. Ela ainda dorme. Sai.
CENA 13
DIA – INT – ESCRITÓRIO DE FELIPE
FELIPE entra na seção. Cumprimenta os colegas com um aceno de cabeça. Ninguém responde. Ele continua andando até sua mesa. Senta. As pastas de processos que ele usava não estão mais lá. Ele liga o computador. Na tela aparece: Senha Inválida.
FELIPE
Puts,
esqueci a senha.
Ele tenta de novo. O erro se repete. Ele tenta abrir a gaveta da mesa. Está trancada. Ele empurra com força, mas não adianta.
A seção permanece em silêncio. Ninguém olha para ele. FELIPE levanta da cadeira. Vai até a porta do chefe. Bate no vidro. Não há resposta.
Ele volta para sua mesa. Levanta. Vai pegar um copo de café.
FELIPE
Alguém quer?
Ninguém o responde. Ele toma o café longe da mesa. Volta. Senta. Olha para a sala do chefe. ROBERTO faz várias ligações. Olha preocupado para a seção. FELIPE observa as pastas que usava na mesa de Alex.
FELIPE
Me devolve os relatórios, por favor? (sem resposta)
Alex, isso ai é meu serviço.
Dá pra me devolver?
Alex olha na direção de Felipe. Não o responde. Pega a blusa de frio. Coloca. Felipe volta para sua mesa.
FELIPE
Que dia de merda, logo cedo!
CENA 14
DIA – EXT – RUAS DA SÉ
FELIPE anda sozinho pela rua. Passa pelo restaurante fast-food. Vê seus colegas e o chefe lá.
FELIPE
Filhos da puta! Nem me chamaram pra almoçar.
CENA 15
DIA – INT – ESTAÇÃO DE METRÔ
FELIPE aguarda o trem. A estação está cheia. Felipe nota a mulher ao seu lado, TÂNIA, 45. Ela mexe na alça da bolsa para cima e para baixo, demonstrando nervosismo, FELIPE olha para ela. A mulher começa a andar para frente. Vai passando pelos outros passageiros. Esbarra em FELIPE. Coloca um pé para dentro do buraco do trem. FELIPE a segura pelo braço, impedindo-a de pular. Ele solta o braço dela. TÂNIA coloca a mão onde FELIPE havia segurado.
FELIPE
A senhora está bem?
A mulher está atordoada. Olha para FELIPE. Olha para as outras pessoas. Os seguranças da estação chegam.
Segurança 1
A senhora tá bem?
TÂNIA
Acho que sim.
Eles a colocam em uma cadeira de rodas. Saem conversando.
SEGURANÇA 2
Meu, quase que foi a segunda
só essa semana hein?
SEGURANÇA 1
Segunda?
SEGURANÇA 2
É, não lembra daquele cara de ontem?
SEGURANÇA 1
Verdade, meu.
Aquele foi foda.
FELIPE olha novamente para a mulher. Volta para esperar o trem. O trem chega. Abre primeiro a porta de desembarque. FELIPE olha para a porta. Não vê seu reflexo. Faz movimentos com as mãos, não as vê. A mão esquerda não tem a aliança de casado. A porta abre. FELIPE não entra.
Flashback de tudo na cabeça dele. Todos os detalhes, as cenas em que foi ignorado, não ter reflexo, a falta da aliança que está com a esposa, a cor do batom da esposa. FELIPE e o espectador descobrem que o acidente não foi um sonho.
FIM
Anúncios

7 comentários sobre “Tempo Perdido

    • Let it Bea(triz) disse:

      Você gostou? Ual!!! Obrigada, de verdade. Fiz este roteiro para o curso que conclui no Senac ano passado.
      Será que vou ficar pouca escrevendo sobre sonhos e realidade assim? Hahaha mas desde que eu fique louca e escreva histórias boas serei feliz!!!!
      Já havia pensando nisso. Se conseguir transformá-lo em conto te conto como ficou.

      Obrigada pelo carinho, beeeeijos!

      Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s